22.07.2018 | 16h00

Aliança desfeita em Pernambuco

O PSDB decidiu deixar a aliança de apoio à candidatura de Armando Monteiro (PTB) ao governo de Pernambuco. Apesar de reunir tucanos e o DEM em sua coligação, o ex-senador, ex-ministro de Dilma Rousseff e ex-presidente da CNI tem feito campanha defendendo a eleição de Lula, e já foi até visitá-lo na prisão.

Agora, o tucano Bruno Araújo –que deu o voto decisivo pelo impeachment de Dilma e foi ministro de Michel Temer– pode lançar uma candidatura ao governo que tem quase nenhuma chance de vitória, mas pode dar um palanque a Geraldo Alckmin no Estado no qual três postulantes ao governo disputam para ver quem é mais lulista. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO