05.02.2019 | 07h33

Alegações finais contra ex-diretor da Dersa

A Procuradoria da República em São Paulo reforçou pedido de condenação dos ex-diretores da Dersa Paulo Vieira de Souza, apontado como operador do PSDB, e Geraldo Casas Vilela por supostos desvios de R$ 7,7 milhões na estatal para obras do Rodoanel Trecho Sul, informa o Estadão. O reforço foi feito nas alegações finais, que representam a fase derradeira da ação penal. Após as manifestações derradeiras dos réus e do Ministério Público Federal, a magistrada poderá sentenciar os réus.

Para o Ministério Público Federal, ficou “comprovado o desvio das verbas públicas para beneficiar seis empregadas de Paulo Vieira e Tatiana com unidades imobiliárias da CDHU e auxílios-mudança destinados ao reassentamento dos moradores das áreas atingidas pelas obras do Rodoanel Mário Covas”.


Mais conteúdo sobre:

dersaPaulo Vieira de Souza
VOLTAR PARA O ESTADÃO