28.10.2018 | 09h10

Alckmin vota calado

Geraldo Alckmin foi votar logo que abriram os portões do colégio Santo Américo, no Morumbi, mas evitou declarar como votou. “Todo poder emana do povo e em nome dele deve ser exercido. Hoje quem fala é o eleitor, e nós devemos ouvir”, disse o candidato derrotado do PSDB à Presidência ao deixar o local de votação.

Segundo reportagem do Estadão, perguntado se havia dado um “voto de solidariedade” a alguém, em referência à fala de Doria no primeiro turno, que daria um voto de solidariedade a ele, Alckmin apenas riu e não respondeu.


VOLTAR PARA O ESTADÃO