14.08.2018 | 08h20

Alckmin e Ciro vendem terrenos na lua

A promessa de Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT) de zerar o déficit nas contas do governo em dois anos é difícil de cumprir, avalia a Instituição Fiscal Independente. Na melhor das hipóteses, esse rombo será zerado em 2022, de acordo com relatório da IFI citado em reportagem da Folha desta terça-feira. Os cálculos da entidade mostram que a proposta se tornou ainda mais improvável depois das concessões feitas pelo governo para encerrar a greve dos caminhoneiros.


VOLTAR PARA O ESTADÃO