20.04.2018 | 14h08

Alckmin é alvo de inquérito

O Ministério Público de São Paulo abriu inquérito contra o pré-candidato à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB) por suposta improbidade. O ex-governador de São Paulo teria se beneficiado de valores estimados em R$ 10,5 milhões repassados para suas campanhas de 2010 e 2014 via Caixa 2, informa o Blog do Fausto.

Adhemar César Ribeiro, cunhado de Alckmin, e o secretário Marcos Monteiro também serão investigados por supostamente operacionalizar os repasses por meio de contatos com executivos da Odebrecht.


Mais conteúdo sobre:

Geraldo Alckmin
VOLTAR PARA O ESTADÃO