20.07.2018 | 15h40

Alckmin aposta na política tradicional

Geraldo Alckmin fez a aposta que estava a seu alcance para tentar sair do imobilismo nas pesquisas: uma aliança que lhe dá mais de 40% do tempo de propaganda partidária e uma virtual bancada de mais de 270 deputados. Escrevi sobre possíveis prós e contras da aliança de nove partidos em análise para o Estadão nesta sexta-feira.

A aposta numa ampla aliança com partidos com imagem desgastada perante o eleitor por escândalos de corrupção é a única estratégia que Alckmin poderia adotar: integrante do PSDB, que juntamente com o PT exerce a hegemonia política no País desde 1994, ele tinha de tentar juntar em torno de si as grandes legendas para manter essa posição, ameaçada pelo desgaste que as duas siglas sofreram com a Lava Jato. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO