28.03.2019 | 16h35

Alcântara renderia ‘US$ 3,5 bi por ano’ ao Brasil

O ministro Marcos Pontes, da Ciência e Tecnologia, afirmou que o acordo do Brasil com os EUA para uso da Base de Alcântara (MA) vai render US$ 3,5 bilhões por ano à União, o que representa 1% do mercado de lançamento de satélites no mundo. Caso o negócio engrene, como ele fez questão de repetir, a projeção do governo é de uma arrecadação de US$ 10 bilhões anualmente a partir de 2040.

Durante audiência conjunta das comissões de Relações Exteriores e Tecnologia nesta tarde de quinta, 28, no Senado, Pontes, no entanto, não respondeu como o município ou o Estado do Maranhão poderão se beneficiar dessa fatia ou de parte dela. Ao ser questionado pela senadora Eliziane Gama (PPS-MA) sobre o tema, disse apenas que o acordo é “um ponto de partida” para futuros projetos elaborados “em conjunto”. O “escopo” do texto, repetiu quase de forma constrangida, não inclui nenhuma iniciativa de desenvolvimento econômico e social para Alcântara.

 

 

Mais conteúdo sobre:

Marcos Pontes Alcântara
VOLTAR PARA O ESTADÃO