30.10.2018 | 17h36

Água no chope da reforma

Líderes partidários indicam que não vai ser fácil aprovar nenhuma reforma da Previdência nesta atual legislatura, tal como pretende a equipe econômica de Jair Bolsonaro, informa o Estadão. Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) disse que o calendário é muito apertado e a matéria é complexa. O líder do PPS, Alex Manente (SP), diz que não há “condições de se votar a reforma da Previdência na Câmara ainda neste ano”. O aliado de Bolsonaro (PSL) e líder da bancada da bala na Câmara, Alberto Fraga (DEM-DF), também não acredita que a reforma seja aprovada neste ano.


VOLTAR PARA O ESTADÃO