03.10.2018 | 07h16

Água mole em pedra dura

A ideia de vitória de Jair Bolsonaro já no primeiro turno, que ainda é estatisticamente menos provável que a realização do segundo turno, vem sendo martelada por seus apoiadores com método, e pode se tornar uma profecia autorrealizável. Na coluna desta quarta-feira no Estadão mostro como ela ganhou corpo de forma planejada numa campanha que foi considerada mambembe no início, mas se mostrou focada e estruturada de forma eficiente a aproveitar recursos como WhatsApp e redes sociais. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO