15.02.2019 | 13h29

Agro na mira da tributação

Diante da grave crise fiscal, governos estaduais não vão poupar o setor que mais cresce no País, o agronegócio, mostra o Valor nesta sexta, 15. Em Mato Grosso, o governador Mauro Mendes incluiu o algodão no escopo de itens onerados. Em Santa Catarina, o alvo são os agrotóxicos. Em Tocantins, o frete rodoviário de cargas exportáveis deixou de ser isento de cobrança de ICMS interestadual.

O movimento levanta preocupação do setor com o fim do Convênio 100 do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que isenta ou reduz ICMS de agroquímicos e fertilizantes desde 1997. Se for cortado, o impacto será de R$ 20 bilhões, segundo Renato Conchon, coordenador do Núcleo de Assuntos Econômicos da CNA, informa a publicação.


Mais conteúdo sobre:

Agronegócio
VOLTAR PARA O ESTADÃO