13.09.2018 | 06h29

Agora é Marina que cola Haddad a Dilma

A ficha dos adversários de Fernando Haddad demorou a cair quanto à necessidade, caso queiram ter alguma chance de ir ao segundo turno, de quebrar a narrativa petista segundo a qual “Haddad é Lula”. Primeiro foi Ciro Gomes, e, depois, Marina Silva, a cobrar o petista sobre o sujeito oculto da campanha petista: Dilma Rousseff.

“O Haddad terá que responder por que nos anos de governo Dilma-Temer o Brasil acabou com as coisas boas que o governo do PT tinha feito, e aumentou as coisas erradas que fez”, afirmou a candidata da Rede em Belo Horizonte na quarta-feira, relata o Estadão. Ela carimbou no rival o desemprego e a corrupção. / V.M.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO