18.11.2018 | 16h34

Agora aguenta

No contexto em que populações devem ficar desassistidas com a saída de cubanos do programa Mais Médicos, o presidente eleito Jair Bolsonaro incluiu prefeitos na fatura da crise bilateral.

“Tem prefeitura que mandou o médico embora para pegar o cubano. Quer ficar livre da responsabilidade”, disse ele, acrescentando que “a saúde também tem sua responsabilidade”, em evento de jiu jitsu neste domingo, 18, no Rio.


Mais conteúdo sobre:

Jair BolsonaroMais Médicos
VOLTAR PARA O ESTADÃO