17.03.2018 | 17h30

Agência obtém dados privados de 50 milhões de usuários do Facebook

Um dos maiores vazamentos de informações de usuários do Facebook da história, segundo o New York Times, coloca sobre a mesa US$ 15 milhões de um doador republicano, a agência americana Cambridge Analytics, Donald Trump, dados de 50 milhões de pessoas e um pesquisador russo-americano de psicometria.

Trump venceu as eleições, a rede social diz que ofereceu os perfis dos americanos ao cientista exclusivamente por motivos acadêmicos – e, agora, reclama de “fraude”, a superagência que contratou o pesquisador o culpou por violar as “regras” do Facebook, e este declarou que “nenhuma senha ou informação sensível foi roubada ou pirateada”, diz a cúpula da empresa, segundo o jornal. Nenhum dos graúdos envolvidos é novato no obscuro campo do vazamento de informações.

 


Mais conteúdo sobre:

fake newsCambridge AnalyticsFacebook
VOLTAR PARA O ESTADÃO