28.08.2018 | 15h57

Adriana Anselmo com tornozeleira

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal do Rio, liberou a ex-primeira-dama do Rio Adriana Ancelmo da prisão domiciliar, segundo o Blog do Fausto, do Estadão. Ela poderá sair durante o dia com tornozeleira eletrônica e terá que se recolher em casa à noite e nos fins de semana.

Adriana foi condenada a 18 anos e três meses de prisão por Bretas em setembro de 2017, pelos crimes de lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa. De sua pena será descontado o tempo que ela já passou na cadeia e na prisão domiciliar. / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO