31.08.2018 | 23h14

Admar Gonzaga forma maioria contra Lula: 4 x 1

O ministro Admar Gonzaga decidiu acompanhar o relator, votar contra Lula e de quebra formou maioria para indeferir o pedido de registro do petista como candidato à Presidência da República. Assim como seus pares, Gonzaga deixou claro que a Justiça Eleitoral não está ali decidindo “se a condenação foi justa ou injusta”. “Cabe ao STF ou ao STJ deliberar a respeito”, ressaltou. Nem que a inelegibilidade tem a ver com estar ou não preso.  Ele também seguiu a maioria no que diz respeito a decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU: não vale como medida judicial.


Mais conteúdo sobre:

Admar GonzagaTSELula
VOLTAR PARA O ESTADÃO