04.08.2018 | 18h44

A liberação dos ‘infiéis’ do DEM

Além do PP, que liberou o partido para apoiar quem quiser na eleição presidencial, o DEM, que também compõe a aliança do tucano Geraldo Alckmin na disputa presidencial, seguiu caminho semelhante.

Segundo o Broadcast Político, o presidente nacional do DEM, ACM Neto, liberou os diretórios de Goiás, Ceará e Rio Grande do Sul para apoiar Alvaro Dias, Ciro Gomes e Jair Bolsonaro, respectivamente. / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO