20.08.2018 | 19h56

Ação por desvio do Fundo Partidário no PHS

O PHS entrou com ação civil pública de improbidade administrativa na Justiça do Distrito Federal contra o ex-presidente do partido, Eduardo Machado, por suspeita de uso irregular de R$ 3 milhões do Fundo Partidário. Dentre os atos suspeitos está a contratação de advogado por R$ 1,8 milhão sem prestação do serviço.

“Todos os contratos foram assinados em conjunto com o secretário-geral (que é o mesmo atual) e todos os pagamentos assinados em conjunto com o tesoureiro (que é o mesmo atual”, rebate Machado.

 


Mais conteúdo sobre:

PHSEduardo Machado
VOLTAR PARA O ESTADÃO