22.09.2018 | 18h38

Ação de Marina contra Bolsonaro

A presidenciável Marina Silva, do Rede, entrou com um pedido de investigação judicial eleitoral contra Jair Bolsonaro, seu vice Hamilton Mourão e a coligação PSL e PRTB, para apurar envolvimento de “hackers” que apoiam a chapa em ataque cibernético realizado contra as administradoras da página “Mulheres Unidas contra Bolsonaro” no Facebook e as mais 2 milhões de participantes do grupo, no último dia 14.

A ação pede a cassação do registro de candidatura ou do diploma ou do mandato, com inelegibilidade de 8 anos, em caso de julgamento após a eventual vitória dos candidatos no pleito. A ação também pede investigação contra o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do presidenciável, por suas manifestações em redes sociais que deixaram claro a intenção de obter vantagem eleitoral em favor de seu pai. / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO