25.04.2018 | 13h13

A ‘voz de ponderação’ no STF

O ministro Celso de Mello apresenta ponto de equilíbrio em um Supremo Tribunal Federal de opiniões tão antagônicas, escreve Maíra Magro no Valor. O decano não deixa de ser firme, apesar de ser defensor da presunção de inocência.

Em questões da operação Lava Jato, por exemplo, foi ponderado. “Ora alinhou-se a uma corrente que apoia o atual rigor das investigações criminais contra políticos e outros réus de colarinho branco, ora somou-se ao grupo que vê abusos nessas operações”, relata a jornalista.


Mais conteúdo sobre:

Celso de Mello
VOLTAR PARA O ESTADÃO