22.10.2018 | 11h14

A vitória por ‘W.O.’

Ao analisar falas recentes do deputado eleito Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL) acerca do “esgotamento da hegemonia progressista”, o professor Fernando Limongi dá seu parecer.

“Não se perde para adversário tão improvisado e fraco sem cometer erros e mais erros. Witzels, Zemas e Dórias não teriam se destacado sem o acúmulo de erros das lideranças políticas. Para ser claro: o que estamos observando é antes a derrota dos progressistas do que a vitória dos conservadores. Em boa medida, é uma vitória por W.O.”, afirma o cientista político.


VOLTAR PARA O ESTADÃO