04.04.2018 | 08h14

‘A turma dos sem instância’

O STF decide hoje se um cidadão condenado por um juiz, com a sentença ratificada no primeiro nível superior, deve ir para a cadeia, ou se ele tem direito a continuar solto até que seja apreciado o seu último recurso. É esta a discussão “por trás e acima” da decisão do HC de Lula, diz Elio Gaspari em sua coluna na Folha e no Globo.

“Isso porque no andar de baixo a história é outra. Quatro em cada dez brasileiros que dormem na cadeia estão lá sem julgamento algum. São os “sem-instância” chamados de “presos provisórios”, gente que não tem dinheiro para pagar bons advogados. Há 711 mil detentos no país, 291 mil são “provisórios.”


VOLTAR PARA O ESTADÃO