21.08.2018 | 09h08

A ‘traição’ de Ana Amélia

Parte dos eleitores de Ana Amélia (PP) no Rio Grande do Sul está se sentindo “traída” e “órfã” agora que a senadora não vai tentar reeleição na Casa, relata o Valor. Correligionários do PP consideram que Ana Amélia uma importante interlocutora com o setor do agronegócio, e pode ser difícil fazer as pazes e conquistar a parcela que está disposta a votar em Jair Bolsonaro (PSL).

Antes da aliança com Alckmin, a ideia era lançar uma chapa com ela no Senado,  Luiz Carlos Heinze (PP) ao governo do Estado e Bolsonaro na Presidência.


VOLTAR PARA O ESTADÃO