28.09.2018 | 19h01

A tática de Bolsonaro

Sob pressão na reta final da campanha, Jair Bolsonaro reassumiu o controle das ações de sua candidatura. Depois de enfrentar crises por causa de declarações de alguns de seus aliados, Bolsonaro aproveitou a melhora de sua saúde para dar entrevistas e passar recados para sua militância.

Bolsonaro bateu no PT, disse que Fernando Haddad dará indulto a Lula, negou aumento de impostos, criticou os tucanos. Voltou a ser metralhadora giratória de sempre. Não foi à toa. Assumindo esse papel, reduz as críticas a sua campanha e abre o caminho para consolidar sua passagem para o segundo turno. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

Jair Bolsonaro
VOLTAR PARA O ESTADÃO