15.09.2018 | 20h07

A soma das partes

Quando já se previa que Lula teria sua candidatura barrada pelo TSE, setores do PT chegaram a pensar numa chapa encabeçará por Ciro Gomes, tendo Fernando Haddad como vice. O comando petista, entretanto, se recusou a abrir mão da cabeça da chapa e a conversa acabou.

Se forem levados em contas os números atuais do Datafolha, Ciro e Haddad somam 13% cada um. Ou seja, se estivessem juntos poderiam ter hoje 26%, que é exatamente o total de intenções de voto de Jair Bolsonaro. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO