14.01.2019 | 15h40

A segunda onda militar no governo

Nesta segunda, mais cinco militares foram indicados para ocupar cargos estratégicos dentro do governo de Jair Bolsonaro. Depois de nomear vários oficiais de alta patente para comandar ministérios, o governo Bolsonaro tem agora uma espécie de segunda onda, com mais militares sendo escolhidos para cuidar de áreas importantes.

O estreante deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO) será o líder de governo na Câmara. O general de divisão Otávio Santana do Rêgo Barros foi escolhido para ser o porta-voz da Presidência. O almirante Eduardo Leal Ferreira, que foi comandante da Marinha, foi indicado para presidir o Conselho Administrativo da Petrobrás. O general Antônio Leite dos Santos Filho assume hoje como diretor-geral do DNIT. E o general Nader Motta chefiará a Secretaria de Orçamento, Finanças e Gestão do Ministério do Meio Ambiente. E está próximo o anúncio do general Franklimberg Ribeiro de Freitas de volta a presidência da Funai. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO