03.11.2018 | 16h56

A ‘revolução moral’ dos eleitores

Em artigo publicado no Estadão neste sábado, 3, o advogado Rui Altenfelder, presidente da Academia Paulista de Letras Jurídicas (APLJ) afirma que os eleitores renovaram os quadros dirigentes de forma significativa. “Pode-se dizer que o País foi passado a limpo por meio de uma autêntica revolução moral”.

“Embora o excesso de repetição tenda a desgastar ou banalizar o significado de uma palavra, a ética parece resistir, impávida, e vem se transformando em referência para a decisão de voto de mais e mais brasileiros”, diz. “Melhor ainda, a pressão pela ética espraia-se pelo tecido social, passando a ser requisito no mundo corporativo, tanto na condução dos negócios quanto na atuação do profissional e nas relações com os consumidores.” / J.F.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO