21.10.2018 | 08h34

A provável sucessão nas Forças Armadas

Além dos ministros, indicações para estatais e ao Judiciário, o novo presidente da República também deve escolher os novos chefes das Forças Armadas. Reportagem do Estadão deste domingo mostra os favoritos. Para a Aeronáutica, o nome mais cotado é é o número dois na ordem de antiguidade, o atual chefe do Estado-Maior da Força Aérea, brigadeiro Raul Botelho, que seria o primeiro negro a assumir o posto. Na Marinha, o favorito é  almirante de Esquadra Ilques Barbosa Júnior, atual chefe do Estado-Maior da Armada.

Já no Exército, caso o presidente seja Jair Bolsonaro, o mais cotado é ex-colegas de turma do capitão reformado na Academia Militar da Agulhas Negras: general Paulo Humberto,  número dois na linha de antiguidade. O número um, o comandante Militar do Sul, Geraldo Antônio Miotto, também está entre os possíveis indicados.


VOLTAR PARA O ESTADÃO