27.09.2018 | 19h39

A pregação pró-Bolsonaro do ex-Novo

O engenheiro Roberto Motta, candidato a deputado federal no Rio de Janeiro pelo PSC e um dos fundadores do Novo, pregou na quarta-feira, 26, que os apoiadores do partido façam o “voto útil” em Bolsonaro, para evitar uma eventual vitória da Haddad e a volta do PT ao poder.

“Fui um dos 2 criadores do Novo. Nossa liberdade não dura 3 meses em uma gestão Haddad”, afirmou em seu perfil no Twitter. “A volta do PT significará a institucionalização do ódio, a explosão do crime e emigração em massa. Votem 17. Nem todo mundo pode ir morar em Lisboa.” / J.F.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO