09.01.2019 | 16h17

A polêmica de incluir militares na reforma

A reforma da Previdência é um tema que, historicamente, divide opiniões dentro do Congresso. Não é exclusividade do novo governo. O assunto é tão polêmico que, no fim de 2003, quatro parlamentares foram expulsos do PT por discordarem da proposta do governo Lula e deflagraram o nascimento do PSOL. Não seria diferente agora durante o governo de Jair Bolsonaro.

Os militares, um dos eixos centrais de apoio de Bolsonaro, não concordam com a inclusão da categoria na reforma que será enviada pelo governo ao Congresso. Só que integrantes da base de apoio de Bolsonaro avaliam que será difícil pedir que a população se sacrifique com as reformas para ajudar o Brasil enquanto os militares são poupados. Ainda mais sendo a categoria do próprio presidente. A polêmica divide hoje o governo federal e pode se tornar outro problema no caminho da reforma. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

reforma da previdência
VOLTAR PARA O ESTADÃO