20.04.2018 | 15h00

A Opinião do Estadão: ‘Vale-tudo’ eleitoral

“Até ser preso, Lula da Silva percorreu o Brasil como o pré-candidato do PT à Presidência da República. Em momento algum foi admoestado com mais rigor pela Justiça Eleitoral por colocar na estrada uma campanha fora do prazo legal. Para escamotear suas reais intenções eleitoreiras, chamou os atos de “Caravana Lula pelo Brasil” para denunciar supostas perseguições que estaria sofrendo do Poder Judiciário e do Ministério Público Federal.”

Trecho de editorial do Estadão nesta sexta-feira, 20.


Mais conteúdo sobre:

Eleições 2018LulaJair Bolsonaro
VOLTAR PARA O ESTADÃO