22.10.2018 | 07h48

A Opinião do Estadão: Uma campanha diferente

“Em 2015, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) declarou inconstitucional a doação de pessoas jurídicas para campanhas políticas, houve quem apregoasse que a decisão da Suprema Corte inviabilizaria a democracia. Segundo esses alarmistas, as campanhas eleitorais eram necessariamente muito caras, também por força das dimensões territoriais do Brasil. Sem o dinheiro das empresas, o sistema eleitoral simplesmente ruiria, num verdadeiro desastre democrático.”

Trecho de editorial do Estadão desta segunda-feira, 22.


Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO