07.01.2019 | 12h09

A Opinião do Estadão: Realismo tarifário nos ônibus

“A decisão do prefeito Bruno Covas de reajustar a tarifa de ônibus da capital corresponde aos interesses dos paulistanos e, se o aumento ficou acima da inflação, foi porque os prefeitos Fernando Haddad e João Doria, por razões eleitorais, apelaram para o congelamento. Mas chega sempre o momento do acerto de contas. O prefeito agiu com sensatez e realismo, porque quanto mais durasse o congelamento maior seria o preço que a população teria de pagar.”

Trecho de editorial do Estadão desta segunda-feira, 7.


Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO