19.11.2018 | 12h00

A Opinião do Estadão: Populismo e desnutrição

“Para que a insegurança alimentar seja eliminada de vez no Brasil e na América Latina, será preciso ir muito além da assistência direta aos mais pobres, que tanto capital eleitoral rendeu a populistas de variadas extrações, mas que se tornou inócua diante da crise gerada pela exaustão fiscal do Estado. Somente com o crescimento sustentável da economia – sem fórmulas mágicas cujo resultado invariavelmente é o descontrole das contas públicas, com consequências funestas para os mais pobres – o continente se verá definitivamente livre dessa chaga”.

Trecho de editorial do Estadão nesta segunda-feira, 19 de novembro.


Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO