15.07.2018 | 07h00

A Opinião do Estadão: Os custos da farra

“O estrago será inevitável, mas ainda se pode tentar conter parte dos danos ocasionados pela grande farra fiscal de Brasília – e quem comanda essa tarefa é o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, hoje o principal e quase solitário defensor do Tesouro Nacional. Assumindo a função de negociador, ele tenta evitar a aprovação de projetos com potencial para desviar dezenas de bilhões de reais do cofre da União.”

Trecho de editorial do Estadão deste domingo, 15.


VOLTAR PARA O ESTADÃO