09.11.2018 | 11h56

A Opinião do Estadão: O Supremo e as sacolas

“Um observador desavisado que acompanhasse a sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) na quarta-feira, 24 de outubro, diria se tratar da mais alta instância do Poder Judiciário de um país idílico, uma ilha de paz e prosperidade livre de questões públicas mais prementes. Um país tão enfadonhamente avançado que pode até mesmo se dar ao luxo de ver os juízes de sua Corte Suprema se ocupando de questões comezinhas da municipalidade.”

Trecho de editorial do Estadão desta sexta-feira, 9.


Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO