27.08.2018 | 07h00

A Opinião do Estadão: O eleitor como freguês

“É espantosa a facilidade com que vários candidatos à Presidência da República, à moda das eleições de antigamente, alimentam de forma descarada a ilusão de que ao eleitor basta votar em alguém que lhe resolva os problemas particulares imediatos para que tudo melhore e reine a felicidade no País.”

Trecho de editorial do Estadão desta segunda-feira, 27.


Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO