08.10.2018 | 12h00

A Opinião do Estadão: O consumidor ainda inseguro

“Desemprego, dívidas e muita insegurança continuam travando a recuperação dos gastos familiares, mas há sinais de melhora. O índice de intenção de consumo apurado em setembro pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) foi 1,5% mais alto que o registrado em agosto e 13,2% superior ao de um ano antes. O aumento em relação às duas bases de comparação é sem dúvida uma notícia positiva, especialmente porque os entrevistados indicaram avanços na renda, na despesa efetiva e na perspectiva de consumo.”

Trecho de editorial do Estadão nesta segunda-feira, 8.


Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO