20.02.2019 | 17h06

A Opinião do Estadão: O clã Bolsonaro e os partidos

“É nefasto para a vida política tanto troca-troca partidário. Por exemplo, desde outubro do ano passado, 12 senadores trocaram de legenda, e metade o fez na véspera da posse. Com esse modo de proceder, tanto o partido como os políticos que mudaram de legenda ficam sem nenhuma densidade programática. A notícia das tratativas do clã Bolsonaro com a nova UDN confirma e agrava o quadro. O oportunismo continua plenamente vigente.”

Trecho de editorial do Estadão desta quarta-feira, 20.


Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO