02.11.2018 | 12h56

A Opinião do Estadão: Juros facilitam a transição

“Ao manter em 6,50% os juros básicos, o Banco Central (BC) contribuiu mais uma vez para uma transição tranquila, facilitando a atividade econômica nos dois meses anteriores à posse do novo governo. Se nada grave ocorrer até o fim do ano, a taxa poderá ser confirmada pela sexta vez em dezembro, na última reunião do ano programada para o Copom, o Comitê de Política Monetária do BC. Até lá o País saberá se a instituição responsável pela defesa da moeda continuará comandada pelo atual presidente, Ilan Goldfajn, ou se outro profissional será chamado para o posto. A manutenção de Goldfajn foi uma possibilidade indicada pelo economista Paulo Guedes, principal conselheiro econômico do presidente eleito, Jair Bolsonaro.”

Trecho de editorial do Estadão desta sexta-feira, 2.


Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO