28.08.2018 | 17h16

A Opinião do Estadão: Incerteza medida em dólares

“Como um sólido quebra-mar, as contas externas continuam protegendo o País dos choques externos, e assim continuarão até o fim do ano, se nenhum tsunami for causado pela campanha eleitoral. Os US$ 33,78 bilhões de investimento estrangeiro acumulados de janeiro a julho cobriram com muita folga o déficit de US$ 8,08 bilhões nas transações correntes. Este conjunto é a soma de três itens: o comércio de bens, os gastos e receitas de serviços e o movimento de entrada e saída de rendas.”

Trecho de editorial do Estadão desta terça-feira, 28.


Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO