05.03.2019 | 08h00

A Opinião do Estadão: Herança irresponsável

“Sabe-se que a situação fiscal dos Estados é particularmente dramática por uma série de circunstâncias conjunturais, mas o fato é que a crise poderia ser administrável se muitos governadores não fossem imprudentes ao ampliar desbragadamente os gastos com pessoal e contratar obras eleitoreiras contando com a manutenção permanente de receitas extraordinárias. Tudo isso sob as barbas dos órgãos de fiscalização e controle de contas, muitos dos quais aparelhados pelos próprios governadores”, diz trecho de editorial do Estadão, desta terça, 5.


Mais conteúdo sobre:

Estados
VOLTAR PARA O ESTADÃO