01.09.2018 | 06h00

A Opinião do Estadão: Federalismo distorcido

“Em boa hora, o presidente Michel Temer voltou atrás de um recuo anunciado na quarta-feira passada e decidiu propor ao Congresso Nacional o adiamento do reajuste dos servidores públicos federais de 2019 para 2020, de acordo com fontes da área econômica ouvidas pelo Estado. Já o aumento de 16,38% do salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que foi acordado entre a Corte e o Executivo como uma espécie de compensação pelo fim do auxílio-moradia, está mantido na proposta de Lei de Orçamento para 2019.”

Trecho de editorial do Estadão deste sábado, 1.


Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO