10.03.2019 | 13h23

A Opinião do Estadão: Dependência indesejável

“Um país cuja economia depende em grande medida de recursos oriundos não da produção, mas do Orçamento federal, seja na forma de subsídios, seja por meio de concessão de benefícios assistenciais em suas mais diversas formas – Bolsa Família, seguro-desemprego e abono salarial, entre outros –, não tem como pretender alcançar o desejado crescimento sustentável. A esta altura, já está claro que a pobreza no Brasil somente será superada quando os governantes resistirem à tentação demagógica exercida pelas transferências de renda, que oneram o Estado e lhe retiram a capacidade de investir naquilo que proporciona efetivo desenvolvimento, como educação pública de qualidade e infraestrutura adequada para tornar o País mais competitivo”, diz trecho de editorial do Estadão neste domingo, 10.


VOLTAR PARA O ESTADÃO