24.11.2018 | 16h57

A Opinião do Estadão: Conto do vigário

“Nas eleições deste ano, o Senado Federal teve a maior renovação desde o fim da ditadura militar. Em 2018, coube a cada Estado eleger dois senadores. Eram, assim, 54 cadeiras em disputa. Desse total, os eleitores elegeram 46 novos nomes. A taxa de renovação foi de 85%, numa indiscutível demonstração de que o eleitor quer uma nova política. Mais do que cansado, pode-se dizer que o cidadão está enojado das práticas políticas que se tornaram habituais no País.”

Trecho de editorial do Estadão deste sábado, 24.


Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO