25.09.2018 | 11h56

A Opinião do Estadão: A Receita e o auxílio-moradia

“No mesmo dia em que a Receita Federal notificou juízes e desembargadores de São Paulo, informando que cobrará Imposto de Renda sobre os valores recebidos a título de auxílio-moradia que não tiverem sido de fato usados para gasto com aluguel, uma juíza da 7.ª Vara Cível da Justiça Federal da Bahia concedeu liminar pedida por um promotor, proibindo as autoridades fazendárias de fazer essa cobrança. Como os juízes e desembargadores, que recebem um adicional de R$ 4,3 mil por mês a título de auxílio-moradia, mesmo residindo em casa própria, promotores e procuradores de Justiça também recebem o benefício.”

Trecho do editorial do Estadão desta terça-feira, 25.


Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO