17.10.2018 | 07h00

A Opinião do Estadão: A longevidade do real

“O real, criado em 1.º de julho de 1994, passou a ser o padrão monetário mais longevo desde o fim dos réis, que circularam do período colonial até 1942. A moeda introduzida pelo Plano Real completou 8.870 dias em 13 de outubro passado, um dia a mais do que o recordista anterior, o cruzeiro, criado no governo de Getúlio Vargas em 1942 e que durou 8.869 dias, até 12 de fevereiro de 1967, quando foi substituído pelo cruzeiro novo. É um feito e tanto, em um país que por muito tempo conviveu com crônica instabilidade monetária – foram nove moedas diferentes ao longo da história brasileira.”

Trecho de editorial do Estadão desta quarta-feira, 17.


Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO