18.02.2019 | 12h00

A Opinião do Estadão: A greve política

“Fazer greve contra privatização é abusar do direito de greve, decidiu o Tribunal Superior do Trabalho (TST). Ao julgar processo referente à paralisação de 72 horas de funcionários da Eletrobras em protesto contra os planos do governo de Michel Temer de privatizar a empresa, o tribunal entendeu, por maioria de votos, que o movimento, por não se dirigir diretamente ao empregador, mas a uma medida do governo, teve caráter político, e não trabalhista”.

Trecho de editorial do Estadão desta segunda-feira, 18.


Notícias relacionadas

Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO