19.09.2018 | 07h00

A Opinião do Estadão: A antecipação do ‘voto útil’

“A sombria perspectiva de um segundo turno da eleição presidencial disputado entre extremistas, francamente indispostos à negociação política para alcançar o urgente consenso nacional, antecipou a estratégia do chamado “voto útil” – quando se defende o voto em determinado candidato não em razão de suas qualidades, mas por ser capaz de impedir a eleição de alguém considerado indesejado.”

Trecho do editorial do Estadão desta quarta-feira, 19.


VOLTAR PARA O ESTADÃO