26.02.2019 | 17h14

A Opinião do Estadão: A ajuda das contas externas

“Reservas de US$ 377 bilhões e contas externas em ordem são hoje uma bênção muito especial. O governo pode empenhar-se na arrumação de suas contas, começando pela reforma da Previdência, sem se preocupar com pressões cambiais e sem assustar credores de fora. Outros governos enfrentaram desafios muito maiores, forçados a cuidar ao mesmo tempo das finanças públicas e da escassez de dólares, quase sempre num cenário de inflação alta. O conserto geral envolveu com frequência um forte aperto na economia, com retração dos negócios e desemprego.”

Trecho de editorial do Estadão desta terça-feira, 26.


Mais conteúdo sobre:

Editorial Estadão
VOLTAR PARA O ESTADÃO