20.10.2018 | 07h41

A ofensiva pró-PT de Franklin Martins

O PT não dá ponto sem nó. Enquanto tenta “paralisar” o adversário Jair Bolsonaro com acusações no TSE relacionadas à propagação de fake news, o partido se prepara para intensificar a “guerra virtual” contra ele na última semana de campanha. Na quinta-feira, 19, o ex-ministro da Comunicação Social de Lula Franklin Martins — um dos responsáveis pelas campanhas de Dilma na internet e hoje “consultor de comunicação” da campanha de Fernando Haddad — esteve com o ex-presidente na prisão, em Curitiba, acompanhado da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e deve vir “chumbo grosso” por aí.

Gleisi afirmou à jornalista Andréia Sadi, da GloboNews e do site G1, que eles discutiram com Lula a reação do PT ao suposto envolvimento de empresas que apoiam Bolsonaro no disparo de mensagens contra o PT pelo WhatsApp. Lula avaliou, de acordo com Gleisi, que existe um “ódio construído” contra o PT e disse “não ser possível  (haver) um antipetismo tão forte no País”. / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO